Top 3 do Mundo, Henique Avancini vence Copa Internacional de MTB

Principal ciclista brasileiro de Mountain Bike da atualidade, Ava estará no Festival da Bicicleta em setembro no Memorial da América Latina!

#BIKENOMEMORIAL

A cidade histórica de Ouro Preto (MG) recebeu neste fim de semana a primeira prova do País valendo pontos para o Ciclo Olímpico de Tóquio 2020 no mountain bike. Top 3 do mundo, Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) demonstrou que vive o melhor momento de sua carreira e venceu as duas corridas da Copa Internacional de MTB, a do short track (XCC), no sábado (9), e a do cross country olímpico (XCO), no domingo (10). Com isso, somou 70 pontos nos rankings mundial e olímpico, 10 na primeira prova e outros 60 na segunda, a principal do evento.

Além da dobradinha conquistada por Henrique Avancini, o pódio das duas provas comprovou o domínio dos ciclistas Shimano. No XCC, todos os atletas no top 5 eram patrocinados pela marca: José Gabriel Marques (Groove/Shimano/Chaoyang/ASW) foi o vice campeão, seguido de Guilherme Muller, Rubinho Valeriano e Mario Couto (os três da Sense Factory Racing). “Estou feliz com a vitória. Afinal, conseguir um bom resultado depois de uma sequência de competições internacionais, é gratificante”, disse o petropolitano Avancini, logo após o triunfo no sábado.

Já no XCO, outros seis atletas do Shimano Sports Team estiveram no top 10. Com exceção de Fabio Castañeda (COL) e Luiz Cocuzzi, segundo e terceiro colocados, respectivamente, e de Juan Monroy (COL), em sétimo, os demais ciclistas no pódio eram patrocinados pela marca no Brasil: Guilherme Muller e Rubinho Valeriano, em quarto e quinto, enquanto Sherman Trezza e Lukas Kaufmann (ambos Cannondale Brasil Racing) ficaram em sexto e sétimo. Campeão na sub-23, Mario Couto ficou em nono, e José Gabriel foi o décimo.

A disputa pela vitória no XCO teve Luiz Cocuzzi liderando no início, até que Henrique Avancini conseguiu encostar no adversário na segunda volta. Nos quilômetros finais, Avancini atacou e garantiu o título em Ouro Preto. “Na primeira volta, não consegui segurar o ritmo do Cocuzzi. Tentei seguir, mas vi que na parte final da pista seria difícil para mim e ele abriu um tempo considerável. Na segunda volta, consegui me reconectar, e a partir da terceira comecei a encostar. Na quarta, eu consegui reduzir mais a diferença para, em seguida, ultrapassá-lo. Fiquei feliz pelo resultado. Foi uma prova bastante sofrida, não me senti tão bem, mas, consegui entregar uma boa performance”, relatou Avancini logo após a chegada, em entrevista ao canal MTB90.

Circuito Vale Europeu – Ricardo Pscheidt (Trek/Shiman/Giro 29) venceu mais uma prova na temporada, outra vez em seu estado, Santa Catarina. Um dos principais nomes do MTB catarinense, Pscheidt foi o ciclista mais rápido da etapa de outono do Circuito Vale Europeu de MTB, em Benedito Novo, cruzando em primeiro lugar na categoria pro, após 74 km com altimetria acumulada de 1.537 m, após pouco mais de 2h41min.

XTerra Praia do Forte – O mineiro Rafael Juriti (Sense Factory Racing) concluiu sua participação na prova de triathlon do XTerra Camp Praia do Forte, com o vice-campeonato na elite masculina. Em Mata de São João, na Bahia, o triatleta off-road do Shimano Sports Team teve pela frente 1.500 m de natação, 20,6 km de mountain bike e 7,5 km de corrida de montanha.

Mundial de BMX – Carioca radicado em Poços de Caldas, o piloto Renato Rezende (GT Bicycles/Nissan/Shimano) disputou neste fim de semana a edição de 2018 do Campeonato Mundial UCI de BMX, em Baku, no Azerbaijão. O piloto Renato Rezende parou nas oitavas de final na disputa da elite, que teve o inédito bronze para o Brasil, conquistado pelo seu companheiro de seleção brasileira, Anderson Ezequiel. Anderson tornou-se o primeiro atleta brasileiro a conquistar uma medalha na elite do Mundial de BMX e também registrou o melhor resultado da categoria elite em mundiais, entre todas as disciplinas olímpicas do ciclismo brasileiro.

Share this post