VOLTAR

A procura pela lenda: o 4º Pedal Por Clarindo

O ultra ciclista Claudio Clarindo foi embaixador da Shimano para ciclismo de estrada, de 2011 à 2016, ano em que faleceu devido a um acidente enquanto treinava na Rodovia Rio-Santos. Durante esse breve, porém intenso período de muitas atividades, parceria, aprendizado e amizade, Clarindo se destacou no cenário internacional do ciclismo de Endurance. Além disso, o embaixador da Shimano foi um grande incentivador da bicicleta e da mobilidade sustentável.

 No último dia 23 de janeiro, dois ciclistas, Jacó Amorim e Marcos Luiz, desafiaram as dificuldades, a distância e as condições climáticas adversas, para cumprirem o 4º Pedal Por Clarindo, um cruzeiro de bicicleta que parte de Miguel Pereira no Rio de Janeiro, para chegar na Ghost Bike do Claudio Clarindo, 3 dias depois, em Santos, SP. Com apoio da Shimano e muita coragem e disposição, Jacó e Marcos pedalaram em ritmo constante para cumprirem em tempo o compromisso de encontrar com outros ciclistas já no litoral de SP, que os acompanhariam até o monumento em homenagem ao ciclista morto. Porém, Lendas Nunca Morrem, e Clarindo vive nos corações e mentes de todos nós.

 Após uma chegada emocionante onde familiares do Clarindo esperavam os ciclistas, houve momentos de reflexão, homenagens, palavras de carinho e muita energia para manter viva a lembrança do ultra ciclista.

 Jacó seguiu seu rumo para Santos onde mora. Ele foi um dos ciclistas que pedalavam com Clarindo quando foram atingidos por um motorista imprudente. Por outro lado, Marcos, o idealizador do Pedal, retornava para sua querida Miguel Pereira, cerca de 600KM distante. Para nós da Shimano, resta manter acesa a chama do legado do Clarindo, prestando homenagens e revivendo seus grandes feitos. Clarindo já foi homenageado postumamente no Shimano Fest e mais uma vez, nesse evento de 2020, vamos garantir que mais pessoas, crianças, jovens e adultos, conheçam a trajetória incrível desse ser humano ímpar, e da saga de Jacó e Marcos, pedalando 600KM para manter viva a lembrança do ídolo.